Mitos sobre a gripe e o resfriado

Por Kimberly Ferreira Enfermeira

 

 

Muito se fala sobre a gripe e o resfriado. Tempo seco vento no rosto, logo vem o conselho: leve um casaquinho. Mesmo com diversos cuidados, tem hora que não tem jeito e a gripe vem com tudo. Para saber se está com gripe ou resfriado, leia abaixo os mitos que reunimos para você, que confirmam ou desbancam afirmações ouvidas toda vez que chega essa estação.

  • Mito 1 – Espirrei. Estou com gripe ou resfriado?

O espirro é uma reação fisiológica do organismo e serve para eliminar impurezas que ficam depositadas nas vias aéreas, por isso o fato de espirrar não significa necessariamente que a pessoa está resfriada / gripada, pode simplesmente ser alérgica a alguma coisa ou ter entrado em contato com o ar frio gerando uma reação no corpo.

  • Mito 2 – Se pegamos uma vez um resfriado, será difícil contrairmos outro de novo?

O resfriado é causado por centenas de vírus, não apenas por um. Isso significa que, se ficamos imunes a um, futuramente outro poderá nos infectar. Durante a vida, adquirimos vários resfriados por conta deste fenômeno.

  • Mito 3 – Então é o frio que causa um ambiente favorável para a gripe?

No inverno, há tendência de existirem aglomerações maiores de pessoas e esta proximidade viabiliza a proliferação do vírus. Ele não é o causador, mas cria condições para a disseminação da doença. Para que uma pessoa contamine outra ao tossir, espirrar ou falar é preciso que entre elas exista uma distância de, no mínimo, 90 cm.

  • Mito 4 – Injeção e xarope são armas contra a gripe e o resfriado?

É importante as pessoas saberem que não existe injeção contra a gripe. As farmácias costumam indicar injeções a base de óleo de eucalipto, o que pode provocar reações alérgicas e até mesmo matar. Na verdade, o doente precisa mesmo é de repouso e boa hidratação oral, ingerir líquidos ajuda também no controle da febre, já que ela aumenta com a perda de líquido pela transpiração. Analgésicos e antitérmicos funcionam amenizando os sintomas, e os xaropes facilitam a fase da tosse com secreção, pois os fluidifica. Mas segundo os clínicos gerais a melhor solução é beber água.

  • Mito 5 – E o alho, ajuda a combater a gripe como dizem?

Isto não é um mito, e sim a pura verdade. O alimento é eficaz na prevenção e cura de resfriados, pois essa planta tem substâncias como a alicina, de ação antiinflamatória e antibacteriana. Na Antiguidade, ele era empregado pelos egípcios, para combater diarréia, e também pelos gregos, como regulador de problemas pulmonares.

  • Mito 6 – Quando ficamos doentes, logo alguém aconselha a ingestão diária de vitamina C. Ela funciona mesmo?

A Medicina não conseguiu o embasamento científico que justificasse a indicação de Vitamina C nos casos de gripes e resfriados. O cientista Linus Pauling, que ganhou os Nobels de Química e da Paz, defendia o uso da substância no combate a tais infecções. Porém, os médicos costumam questionar a afirmação.

 

Referencia

VASCONCELOS, Ana Paula Gomes. Portal Nacional de Saúde – Unimed do Brasil. Desfazendo os mitos da gripe e do resfriado, 2020. Disponível em < http://www.unimed.coop.br/pct/index.jsp?cd_canal=34471&cd_secao=43894&cd_materia=46603 >