Por Kimberly Ferreira Enfermeira – COREN RS 552072

 

A bronquite aguda é uma inflamação da traquéia e das vias aéreas que se ramificam da traquéia (brônquios), e é causada por infecção, geralmente viral. Os sintomas de um resfriado comum seguidos por tosse geralmente indicam bronquite aguda, afinal o diagnóstico baseia-se em sintomas. A bronquite é mais freqüente no inverno.

As medicações utilizadas durante o tratamento servem para reduzir a tosse e febre, e deixar a pessoa mais confortável até o episódio terminar.
De modo geral antibióticos não são necessários.  A bronquite pode ser aguda ou crônica.

A bronquite que dura poucos dias / semanas que chega no máximo até 90 dias é classificada como bronquite aguda. A bronquite que dura mais tempo, por meses ou anos é classificada como bronquite crônica

A exposição a agentes irritantes, como fumaça, poluição atmosférica, partículas de poeira e vapores (de agentes irritantes como ácidos fortes, amoníaco, determinados solventes orgânicos, cloro, sulfeto de hidrogênio, dióxido de enxofre e brometo) também pode inflamar a traqueia e os brônquios, causando sintomas semelhantes àqueles da bronquite aguda.

Na bronquite, áreas das paredes dos brônquios ficam inflamadas e inchadas, aumentando a produção de muco. Como resultado, ocorre estreitamento da passagem de ar.

 

A bronquite viral pode ser causada por uma variedade de vírus comuns, incluindo o vírus influenza. Mesmo depois de curada uma infecção viral, a irritação causada por ela continua a produzir sintomas por semanas.

Por vezes, a bronquite bacteriana ocorre após uma infecção viral do trato respiratório superior (que causa a tosse comprida) estão entre as bactérias que causam bronquite aguda. As causas bacterianas de bronquite aguda são mais prováveis quando muitas pessoas são afetadas (um surto).

A bronquite infecciosa geralmente começa com os sintomas de um resfriado comum:

  • Corrimento nasal;
  • Dor de garganta;
  • Fadiga;
  • Calafrios;
  • Dores musculares e nas costas e febre leve (37,5°C a 38°C) podem estar presentes, especialmente se a infecção for causada por influenza;
  • O surgimento de tosse (geralmente seca no início) sinaliza o início de bronquite aguda;

Na bronquite viral, geralmente são expectoradas pequenas quantidades de muco branco. Esse muco muitas vezes tem sua coloração alterada de branco para verde ou amarelo. A mudança de cor não significa que há uma infecção bacteriana. Essa mudança de cor significa apenas que as células associadas à inflamação moveram-se para as vias aéreas e estão alterando a coloração do escarro.

A hiperreatividade das vias aéreas, que é um estreitamento de curto prazo das vias aéreas com deficiência ou limitação da quantidade de ar que flui para dentro e para fora dos pulmões, é comum na bronquite aguda. O fluxo de ar deficiente pode ser desencadeado por exposições comuns, como a inalação de irritantes leves (por exemplo, perfumes, odores fortes ou fumaça de escapamentos) ou ar frio. Se a deficiência de fluxo de ar for grave, a pessoa pode sentir falta de ar.

Pessoas idosas podem apresentar sintomas incomuns de bronquite, como confusão ou respiração rápida, em vez de febre e tosse. Complicações sérias, como insuficiência respiratória aguda ou pneumonia, costumam ocorrer apenas em pessoas mais velhas ou que tenham problemas com suas defesas imunológicas.

Os médicos costumam diagnosticar bronquite com base nos sintomas. Febres altas ou prolongadas, ou ambas, poderiam indicar a ocorrência de pneumonia. Os médicos podem ouvir sibilos durante o exame físico.

Às vezes, é feita uma radiografia torácica para descartar pneumonia, por exemplo, quando os médicos ouvem crepitações ou congestão nos pulmões ou quando a pessoa está com falta de ar.

Para aliviar os sintomas busque uma consulta com seu médico, utilize medicações que amenizem a febre e o mal estar, beba bastante líquido, e faça repouso quando possível. Em crianças em caso de sintomas leves, podem ser aliviados com umidificadores de vapor frio ou vaporizadores. Em crianças e adultos afetados mais gravemente e que apresentam sibilos, broncodilatadores inaláveis, que dilatam os brônquios, podem ser utilizados para abrir as vias aéreas e reduzir os sibilos.

 IMPORTANTE : Somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar  tratamentos e receitar medicações. O conteúdo apresentado possui apenas caráter informativo.

 

Referencia

Manual MSD Versão saúde para a família. Bronquite aguda, 2020. Disponível em < https://www.msdmanuals.com/pt/casa/dist%C3%BArbios-pulmonares-e-das-vias-respirat%C3%B3rias/bronquite-aguda/bronquite-aguda> Acesso em 20 e julho de 2020.