• Página Inicial
  • Artigos
  • Doenças respiratórias e hábitos simples que podem ajudar a evitá-las nessa época do ano

Nós gaúchos, devido ao clima de nosso estado, já estamos acostumados com as doenças respiratórias, no inverno elas se tornam muito mais comuns e é o período onde as pessoas estão mais suscetíveis de as desenvolverem.

A lista de doenças respiratórias mais comuns é:

  • Resfriados;
  • Gripes;
  • Amigdalites;
  • Otites;
  • Sinusites;
  • Laringites;
  • Bronquite;
  • Pneumonia
  • Doenças alérgicas como asma e rinite.

As doenças respiratórias são condições que afetam os pulmões e a capacidade de respiração, algumas dessas doenças são genéticas, enquanto outras são causadas pelo estilo de vida ou fatores ambientais, nesse último caso podendo ser evitadas.

A rinite, por exemplo, é causada por contato com ácaros da poeira doméstica, pelos de animais, fungos, pólen, perfume entre outros, causando obstrução nasal, coriza, coceira no nariz e espirros, já a bronquite corresponde a inflamação dos brônquios nos pulmões, a secreção mucosa se acumula causando sintomas como a tosse. Por tanto cada doença tem as suas especificidades e falaremos de cada uma delas nos próximos dias.

Neste momento devido a pandemia pelo Corona vírus e também para evitar as doenças respiratórias é aconselhado fortalecer a imunidade consumindo alimentos ricos em vitaminas e minerais como frutas, legumes, verduras e cereais, o organismo munido de vitaminas consegue combater os micro-organismos causadores de doenças, também falaremos sobre os principais alimentos a serem consumidos para fortalecimento da imunidade, cada qual com seis benefícios na continuidade.

São simples os hábitos que devemos tomar para ajudar a evitar o agravamento de doenças respiratórias:

  • Devemos nos hidratar, bebendo bastante água
  • Manter sono de pelo menos 8 horas por noite;
  • Lavar as mãos várias vezes ao dia;
  • Evitar grandes aglomerações de pessoas;
  • Manter ambientes ventilados;
  • Tirar o mofo das paredes;
  • Evitar contato com pessoas doentes;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Andar agasalhado
  • Lembre-se também de tirar agasalhos e cobertores dos armários antes do uso e lavá-los, pois, se não forem lavados, podem desencadear doenças alérgicas pelo contato com poeira e ácaros.

Devido ao fato de que as doenças respiratórias podem ser facilmente confundidas com a atual infecção pelo Corona vírus, você deve levar em consideração também fatores como, se você fez viagens para locais com grande número de casos, contato com possíveis infectados pelo covid-19, avaliar se já costuma ser acometido por tais doenças respiratórias com certa freqüência, verificar a temperatura corporal sempre que possível, e avaliar se há melhora com uso de analgésicos e antipiréticos.

Com base nisso se observar sinais específicos de infecção respiratória como tosse, expectoração, falta de ar, chiados e dor no peito, e os sinais sistêmicos, que afetam o corpo todo como febre, calafrios, sudorese, dor muscular, dor de cabeça, sonolência por mais de 48h é indicado procurar um médico para uma avaliação e indicação de tratamento ideal para você. Neste caso uma consulta com o clínico geral seria o ideal para indicar as providencias a serem tomadas.

Caso a doença respiratória persista sem melhora mesmo com a realização de exames e utilizando o tratamento já recomendado pelo médico busque uma nova avaliação médica ou procure um especialista, neste caso um pneumologista para avaliar mais a fundo a sua saúde e pedir exames mais específicos conforme a enfermidade.

Saiba que neste momento delicado de isolamento social devido a pandemia do Corona vírus você não está sozinho, estamos com você, siga as dicas da Clínica Ds Saúde, se cuide, cuide da sua família e se puder fique em casa, e se precisar sair se proteja, dessa forma você estará preservando a sua saúde e salvando vidas!

REFERENCIA:  BRASIL, Ministério a Saúde. Doenças Respiratórias Crônicas. CADERNOS DE ATENÇÃO BÁSICA. Brasília: Ed. Ministério da Saúde, 2010, 161p.